A Liga da Justiça

Para todo mundo que cresceu vendo os desenhos da Liga da Justiça, esse é um momento único. Depois de muita espera, chega hoje nos cinemas, enfim, o filme que reúne todos os principais heróis da DC Comics: Superman, Batman, Mulher Maravilha, que já tiveram seus filmes solo, mais Aquaman, The Flash e Cyborg. Ele estreou hoje nos cinemas e quer saber? Eu me diverti bastante.

A Liga da Justiça quase ganhou um filme há cerca de 10 anos, dirigido por George Miller. No elenco quase desconhecido estavam D.J. Cotrona como Superman, Armie Hammer como Batman, a modelo Megan Gale (Mulher Maravilha),  Common ( Lanterna Verde/John Stewart), Adam Brody como Flash/Barry Allen e  Santiago Cabrera como Aquaman/Arthur Curry. Entretanto, mesmo com a pré-produção já iniciada, o filme acabou sendo cancelado. Com o sucesso da Marvel, a ideia da Liga voltou como parte da ambiciosa programação da Warner com os super-heróis da DC Comics. Agora com Henry Cavill (Superman) –  você não achou que ele tinha morrido para sempre depois de Batman vs. Superman né? – Ben Affleck (Batman), Gal Gadot (Mulher Maravilha), Jason Momoa (Aquaman), Ezra Miller ( Barry Allen/The Flash) e Ray Fisher (Victor Stone/ Cyborg).

Resultado de imagem para justice league movie

Só que Zack Snyder, programado para dirigir o filme, sofreu uma tragédia no meio do caminho. Sua filha se suicidou e ele se afastou do filme. Foi chamado então o super Joss Whedon, que entende desse universo de super-heróis como ninguém, para terminar o trabalho. Não se sabe muito bem o quanto Joss fez pelo filme, mas o rumor é que a versão de Snyder teria quase três horas. Na mão de Joss, se transformou em duas, vários atores programados para aparecer não estão no produto final – Robin Wright, Willem Dafoe e Kiersey Clemons (Iris West) são os exemplos mais gritantes. Além disso, ele dispensou Junkie XL e trouxe o veterano Danny Elfman para fazer a trilha sonora. Teve ainda que lidar com o problema do bigode de Henry Cavill, que estava filmando o novo Missão Impossível, e que teve que ser apagado digitalmente (em determinadas cenas a boca dele está realmente estranha). Algumas fontes dizem que, na verdade, Joss só filmou de 15 a 20 % do que é visto na tela, mas ninguém diz o quanto ele cortou.  Como fã de Joss, tenho que dizer que ele fez um belo trabalho, pois o filme tem um ritmo constante, que não deixa você perceber as duas horas de duração.

Imagem relacionada

O vilão da vez é o Lobo da Estepe, conhecido dos fãs dos quadrinhos como um dos maiores inimigos da Liga da Justiça. Ele é feito pelo veterano Ciaran Hinds, através de motion capture. O Lobo pretende dominar a Terra na companhia de seus parademônios, uma mistura de macacos voadores de O Mágico de Oz com o Exterminador do Futuro. E só a reunião dos maiores super-heróis do planeta (desculpe, Marvel, rs) pode detê-lo. Assim, o filme tem uma primeira parte que mostra a introdução dos personagens, ou como Diana Prince e Bruce Wayne vão conseguir conquistar Aquaman, The Flash e Cyborg para lutar contra esse todo poderoso.

A segunda parte mostra a luta propriamente dita, já com mais um na equipe – adivinhe quem?. Esse retorno funciona e o filme cresce ainda mais.  Todos estão bem – sim, até Ben Affleck, que emagreceu e parece que fez um lifting. Ezra Miller é o alívio cômico, mas para mim o grande destaque é Jason Momoa como Aquaman. Além das razões óbvias (ele está… muito bem… fisicamente), o personagem dele é de longe o mais interessante do grupo.

Resultado de imagem para aquaman jason momoa

É claro que há também várias aparições rápidas: Amy Adams, Diane Lane, Billy Crudup (como o pai de Barry Allen), J.K. Simmons, Jesse Eisenberg, Amber Heard (como Mera, a mulher de Aquaman), Connie Nielsen, Joe Morton (o pai do Cyborg) entre outros. Steve Trevor, o personagem de Chris Pine em Mulher Maravilha, não parece, mas é claro que está sempre presente, sendo inclusive mencionado algumas vezes.

Imagem relacionada

No final, o que fica é um bom filme de ação. Claro que não será tão elogiado como Mulher Maravilha (é impossível ser totalmente “redondo” com tantos personagens). Mas essa fã de Liga da Justiça desde pequenininha aqui gostou muito. Ah, e fica o aviso. O filme tem duas cenas pós-créditos. A primeira, no meio, é só uma brincadeira. Mas a segunda já anuncia mais um grande vilão. E os fãs de True Blood vão adorar (rs).

 

 

Attachment